Patas na Mídia

Como cães estão ajudando crianças no tratamento de câncer

Se ver fotos de gatinhos na internet pode tornar o seu dia melhor, imagina só o que a visita de um cãozinho não pode fazer com crianças que estão em tratamento contra o câncer. Estudos científicos já colocaram a presença de animais em hospitais de câncer como um fator que auxilia a cura e o bem-estar do paciente, mas pra ter certeza de que isso é realmente eficaz, basta olhar para as crianças quando vêem os bichinhos chegando.

No Brasil, existem ONGs especializadas em levar animais até instituições de tratamento de câncer para passar o dia com as crianças e seus familiares. São projetos incríveis como o Amicão, que disponibiliza seis cães em hospitais de São Paulo (SP). “O cão não cura, mas faz com que o pacientes libere o hormônio da alegria, que é a endorfina“, explicou a’O Globo Luci Lafusa, 60, uma das criadoras do projeto. Sabe-se que o contato com os animais diminui os níveis de ansiedade e aumenta a sensação de bem-estar.

Quem aprova a ideia é a pequena Beatriz Anderson Kubo, 6, que há dois anos luta contra a leucemia. Quando ela sabe que Joe, um golden retriever que há dez anos está nessa empreitada de ajudar na cura ao câncer, mal pode conter sorrisos. “A cada 21 dias, Beatriz faz quimioterapia por oito horas seguidas, e seu acompanhante é o Joe“, contou a mãe, Érika Cubo.

Além da Amicão, a ONG Patas Therapeutas também se dedica a unir animais a pacientes de câncer. Ao todo, são 50 cães de diferentes raças, quatro gatos, um coelho e até mesmo uma ave que frequentam oito centros de tratamento para tornar o dia dos pacientes mais feliz. Todos os animais são de pessoas voluntárias e passam por exames de saúde e comportamento, além de serem higienizados antes de entrarem nos hospitais.

Link original.